Meu cunhado me comeu na casa de praia.

Essa historia aconteceu e alguns meses, meu nome é Adalberta, mas todos me chamam de Beta. Sou branquinha, loura de cabelo curto, olhos verdes, coxas bem definidas, bunda grande e arrebitada e seios fartos. Tenho uns pneuzinhos que meu marido acha uma delicia. Continuar lendo “Meu cunhado me comeu na casa de praia.”

O marido comendo churrasco e eu comendo a mulher dele.

 

images (4)

Essa historia podem não acreditar, mas é verdadeira. Chamo-me Ricardo, tenho 38 anos, 1,75, branco, gosto de pedalar para manter a forma. Sou casado a dez anos. Tenho uma cunhada de 32 anos, Renata, mas a chamamos de Tatá, baixinha, magrinha, loirinha, cabelos e olhos castanhos claros, bunda arrebitada e seios fartos e duros. Casada com um cara que parece não ligar muito para ela. Continuar lendo “O marido comendo churrasco e eu comendo a mulher dele.”

Minha cunhada crente agora é minha puta.

Outro dia li um conto que fala que a melhor carne que tem é a de cunhada. Eu concordo. É uma delícia.
Minha cunhada, irmã da minha esposa, se chama Adriana, é crente, tem 1,70m, loira de olhos verdes, peitos fartos e uma bunda grande. Tem um belo corpo, apresar de viver escondido nas roupas compridas e largas que usa. Continuar lendo “Minha cunhada crente agora é minha puta.”

Depois da sacanagem no trem, comi minha cunhada na varanda

0,,44207145,00

Gente, a melhor coisa do mundo é comer a cunhada, não tem coisa melhor, carne de cunhada é uma delícia. Vou contar para vocês como comecei a comer a minha.
Tenho 38 anos, 1,75m, branco, cabelo castanho, corpo normal, nem gordo nem magro. Sou casado, a irmã da minha esposa tem 30 anos, casada, baixinha, branquinha, loura de olhos verdes, seios pequenos, bunda arrebitada e uns pelinhos douradinhas nas coxas grossas e bem desenhadas. Continuar lendo “Depois da sacanagem no trem, comi minha cunhada na varanda”