Minha esposa foi puta de estrada por uma noite

Olá galera, meu nome é Carlos Alberto, tenho 40 anos, branco, alto, cabelos grisalhos.

Sou casado há 15 anos com a Fabíola, uma delícia de mulher de 38 anos, branca, cabelos e olhos pretos, 1,68 m de altura, cintura fina, bunda grande e dura, coxas grossas e bem trabalhadas na academia, e dois peitos deliciosamente grandes e firmes.

Somos felizes no casamento, gostamos de sair para nos divertir, nos damos super bem.

Um dia desses fizemos uma curta viagem e voltamos umas 22 h. Estávamos com fome, paramos em um bar na beira da estrada. Era um bar de pouco movimento, não era essas paradas de ônibus que costumam ser movimentadas.

Havia dois homens em uma mesa bebendo, dois em outra e o dono do bar.

Pedi alguma coisa para comermos e uma cerveja, ficamos tranquilos conversando. Estava tocando uma música num rádio.  Minha esposa me chamou para dançar, ela estava com uma calça de malha azul colada no corpo, uma camiseta com a barriga de fora e uma camisa comprida aberta na frente, que ela tirou e colocou na cadeira, deixando seu rabão a mostra.

Fomos dançar, ela me agarrou e se estragava em mim, parecia querer provocar os homens que não tiravam os olhos dela.

Então ela me disse: “Amor, lembra que você dizia que queria me ver fodendo com vários homens? Então, você hoje vai ver”.

Fiquei sem reação, achei que ela estivesse brincando, às vezes falo isso quando transamos, mas era só fantasia.

Ela passou a se esfregar mais em mim, ia até o chão e voltava, se virou de costas encostando a bunda em mim, e de frente para os homens, passava a mão por cima da boceta e a outra apertava os seios. Em seguida colocou a mão dentro da calça como se se masturbasse, os caras foram à loucura.

Se levantaram e vieram em nossa direção,  dava para ver que estavam de pau duro. Fiquei parado, com medo. Minha esposa continuava dançando, se esfregando, indo até o chão com as pernas arreganhadas e subindo.

Os caras se aproximaram, ela esticou as mãos chamando-os, eles a puxaram e começou a sacanagem, eu pedi que tivessem cuidado com ela, sem violência, o dono do bar fechou as portas, nos deixando trancados ali, e foi participar da putaria, eram cinco pra pegar minha mulher, peguei a filmadora e passei a filmar tudo.

Eram muitos amassos, lambida, apertos e esfregação, logo estavam todos nus, minha mulher com os peitões, a bunda e a xereca depilada a mostra.

Eram cinco caralhos de todos os tamanhos prontos para entrar em minha esposa, coloquei o meu para fora antes que esporrasse na calça.

Ela se ajoelhou e começou a mamar todos eles, mamava um e tocava punheta em outros com as mãos,  os caras esfregavam as picas nela, apertavam seus suculentos melões, me deixando louco.

A colocaram sentada de perna aberta na beirada de uma cadeira, e enquanto ela chupava, eles iam se revezando em chupar sua deliciosa xana e seus peitões maravilhosos.

Um deles puxou uma mesa para perto, senti um gelo no estômago, iam começar a foder minha mulherzinha.

A jogaram deitada com o bocetão para cima, e arreganharam suas pernas, dava pra ver escorrendo mel pelas suas coxas, um mulato com uma pica grossa entrou entre suas pernas e foi enfiando tudo.

Tinha sempre um com a pica na boca dela e os outros mamando as tetonas.

O mulato socava cada vez mais forte, ela gemia alto e mandava ele foder forte, ele foi subindo na mesa,  deitou sobre ela e gritou que ia encher a boceta de porra, e encheu, ela gritava que estava gozando muito, quando ele tirou escorreu muita gala de dentro dela.

Estavam todos loucos pra encher a mãe dos meus filhos de goza quente. Eu estava adorando ser corno e ver minha esposa ser puta de vários homens.

O próximo era um cara alto com uma pica comprida e torta, colocou os braços por baixo das pernas dela, deixando ela como um frango assado, e meteu, não imaginava como aquela pica muito torta ficava dentro dela. Ele socava cadenciadamente arrancando gemidos dela que se contorcia, um dos caras não aguentou e esporrou a cara dela toda, era muita porra. Minha mulher passava o dedo na porra que estava em seu rosto e lambia, até limpar tudo.

O cara alto tirou a rola da sua boceta e foi enfiando no cu dela, achei que ele ia entortar o cuzinho dela, que aguentou até estar tudo dentro, ele socava e ela rebolava, fazendo ele ir ao delírio enchendo o rabo delicioso dela de creme de macho.

O restante da noite foi uma putaria sem parar, os caras metiam na boceta, no cu, na boca entre os melões, ela punhetava os caras que lambuzavam ela toda de porra quente, eu tocava punheta sem parar e filmava tudo. Ela não saia dali nem para mijar, trouxeram um balde para ela mijar ali mesmo.

Teve uma hora que um cara deitou na mesa, ela foi por cima dele, abriu as pernas e montou comendo a pica dele com o bocetão, outro veio por trás e com as mãos empinou o bundão dela penetrando de primeira, um terceiro colocou a pica em sua boca, e ela tinha uma caralha em cada mão. Cheguei bem perto com a câmera para não perder nem um ângulo, pedi que os cinco gozassem ao mesmo tempo, eles se esforçaram para atender o pedido do corno, foi uma enxurrada de porra na minha mulher, que fiquei até com o estomago embrulhado.

No fim de tudo ela ficou deitada na mesa, extasiada, sem forças para ficar em pé, tinha gozado como nunca na vida, e levado tanta porra que dava para encher umas duas garrafas pet. Os caras foram embora, o dono do bar me ajudou a dar um banho nela, e ainda comeu a boceta da minha mulher no chuveiro enquanto eu a segurava .

Ela colocou só a camisa que era comprida, nem a calcinha ela conseguiu botar de tão ardida que estava, foi dormindo até em casa, onde dormiu o dia todo.

Eu ainda assisti ao vídeo que fiz e toquei mais umas duas bronhas vendo minha esposa sendo puta de beira de estrada.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s