Aos 11 anos fui arrombada pelo titio.

Meu nome é Fabiana, tenho 30 anos, sou morena escura, bonita e sempre tive um corpo bem desenhado. Quando tinha 11 anos já tinha uns sinais de que ficaria com um corpinho bem gostoso, sempre tive cabelos cheios e cacheados, os garotos naquela época queriam ficar tocando em mim, mas eu não deixava.

Meu tio, irmão da minha mãe, na época com uns trinta e poucos anos, me adorava, viva me fazendo agrado, me dava presente, me colocava no colo. Eu inocente, sentava no colo dele e sentia um volume crescer na minha bundinha, mas não sabia o que era.

Às vezes ele passava a mão nas minhas coxas e ia subindo e parava. Um dia estava sentada no colo dele desenhando, ele começou a passar a mão nas minhas pernas, foi indo, passou por cima da minha calcinha, eu gelei, parei de desenhar e fiquei quietinha. Ele me olhava parecia querer  ver minha reação, e eu quieta. Senti sua mão entrando na minha calcinha, passou por cima da minha xaninha, e depois ficou alisando meu grelinho e a entradinha da xaninha. Eu sabia que era errado por que minha mãe dizia, mas deixei, estava gostoso.

Ele ficava conversando comigo, disfarçando, e me alisando, minha voz estava tremula, mas eu estava gostando. Abri um pouco as pernas e ele colocou a ponta do dedo um pouquinho para dentro de mim. O volume na minha bundinha era maior do que nunca. Senti um melzinho escorrer de mim, minhas pernas tremeram, nunca senti aquilo. Ele me levantou do colo dele, deu um tempo e foi embora.

Uns três dias depois minha mãe precisava passar o sábado todo fora e pediu que meu tio ficasse comigo na casa dele. Fomos cedo para lá. Eu estava querendo que ele fizesse aquilo de novo.

Minha mãe foi embora. Meu tio como sempre foi muito atencioso e bonzinho comigo. Me chamou para conversar, perguntou se eu tinha gostado do carinho que ele fez. Eu disse que sim. Ele disse que podia fazer muito mais e que seria bem mais gostoso, mas tinha que ser um segredo nosso. Eu concordei. Então perguntei para ele porque quando eu sentava no colo dele ficava um volume na minha bunda. Ele respondeu que quando um homem está com tesão em uma mulher ele fica assim. Quase desmaiei, senti um gelo no estômago, ele me chamando de mulher e que tinha tesão em mim.

Ele perguntou se eu queria ver o que era, eu acenei com a cabeça que sim. Ele colocou o pau para fora, era enorme, um cabeção vermelho, estava muito duro e ficava latejando, pulando. Fiquei meio assustada, olho arregalado, meu coraçãozinho disparado. Mandou chegar mais perto, cheguei, minhas mãos tremiam, queria segurar, ele notou, pegou minha mão e trouxe na direção do caralho dele. Eu peguei e fiquei apertando, era muito duro e quente, e pulsava na minha mão.

Ele tirou minha mão do pau, acho que ele ia gozar e não queria ainda. Disse que ia fazer muito carinho em mim, pela primeira vez me senti melada. Então ele me colocou deitada na cama, eu estava com uma sainha bem curtinha, calcinha e blusinha. Começou fazendo um carinho na minha cabeça, acariciando meus cabelos, minha respiração estava muito forte e ofegante. Mandava eu ficar calma, relaxar que ele ia cuidar de mim, nada de ruim iria me acontecer, eu me sentia segura, mas com medo e tesão. Então ele me deu um beijo delicioso na boca, enfiando a língua bem devagar dentro dela. Levantou e retirou minha blusa e começou a lamber com a ponta da língua meus peitinhos que estavam durinhos.

Depois de muito beijo na boca e chupadinhas nas minhas tetinhas ele desceu até os meus pés e os lambeu, foi subindo as mãos pelas minhas pernas, levantando bem devagar minha saia. Veio beijando meus pés, minhas coxas, aquela boca úmida e quente lambendo minhas coxas faziam escorrer muito melzinho da minha xaninha que latejava muito. Ficou lambendo as coxas muito tempo, enquanto suas mãos acariciavam minha xotinha melada.

Então ele foi tirando lentamente minha calcinha puxando pelas minhas pernas até tirar, eu me tremia toda. Depois tirou minha saia me deixando nuazinha. Ele que já estava sem camisa e com a bermuda aberta, ficou completamente nu. Carinhosamente, abriu minhas pernas, colocando sua cabeça no meio, lambendo minhas coxas vindo em direção da xaninha. Eu mordia os lábios, me apertava, me esfregava na boca do titio, senti sua língua passar levemente nela, carinhosamente ele lambia minha entradinha, minha grutinha estava inundada de mel.

Aos poucos a língua entrou toda em mim, começando a me chupar como se eu fosse uma mulher feita, pela primeira vez na vida eu gozei, foi maravilhoso e assustador, que sensação deliciosa, achei que fosse morrer. Eu via ele apertando o pau num desespero de quem estava louco para gozar.

Parou e conversou comigo, disse que estava com muita vontade de gozar, que quando isso acontecia ele soltava um liquido grosso e quente, e me pediu para chupar o pau dele, perguntou se podia soltar o liquido na minha boca, eu fiz com a cabeça que sim.

Então, com muito carinho, me colocou ajoelhada no tapete de frente para ele, colocou o pau na minha boca, acariciou meu cabelo, depois minha nuca enquanto me ensinava como chupar.  Estava muito nervosa, mas aprendi rápido, fiz do jeito que ele pediu e logo, logo ele avisou que ia gozar,me apertava com mais força e gemia alto, me chamava de gostosa, eu senti um mar de gosma grossa e quente sair do pinto dele e encher minha boca, não sabia o que fazer, ele me mandou ter calma e engolir. Era muita porra quente e deliciosa. Bebi tudo. E continuei chupando, limpando toda porra e deixando ele de pau duro novamente.

Ele gemia, se tremia e suava muito, eu estava tremendo de nervoso e tesão. Quando ele já estava bem duro, me deitou de barriga para cima e pernas abertas e mais uma vez chupou minha xerequinha, que delícia a língua dele passando em mim, eu gozava muito, sentia que ia desmaiar, jorrava muito líquido de dentro de mim na boca do meu tio, ele se deliciava com meu melzinho, lambia os lábios e me fazia gozar cada vez mais.

Ele parou de repente, olhou para mim, veio em cima do meu corpo se deitando e falou no meu ouvido que queria que fosse a mulher dele. Falou que iria colocar o pinto dele dentro da minha xaninha. Fiquei apavorada, eu era virgem, nem imaginava como era aquilo.

Ele falou que iria cuidar direitinho de mim e que ninguém poderia saber.

Então ele me beijou na boca, pegou seu cacete duro e grosso eu foi forçando na minha entradinha, conforme ele ia forçando ardia um pouquinho, eu chorava de nervoso mas logo sentia tesão. Forçou um pouco mais e senti seu cabeção entrar um pouco, parecia que estava me rasgando. Ele empurrava um pouco e puxava, eu estava toda melada e sentia ele me melar também, nesse vai e vem sentia minha bocetinha se abrir, se rasgar na caceta dele, os movimentos iam ficando mais fortes e mais intensos. Parecia que eu estava em transe, não via nada em volta, só sentia ele me arrombar.

Ele falou, agora, e deu uma estocada firme, senti uma mistura de dor, medo e prazer, e ele todo dentro de mim, tinha virado mulher, estava arrombada. Ele ficou parado para que eu me acostumasse com ele dentro depois começou a bombar, de leve, foi aumentando. Que prazer maravilhoso, não queria que acabasse, gozava descontrolada. Seu corpo ardia sobre o meu, seu suor me molhava toda. Socava cada vez com mais força e meu gozo era mais intenso.

Um urro dele e um jato imenso de porra quente dentro de mim, que coisa maravilhosa, ele gemia, me chamava de gostosa, falava que tinha me inundado de porra, que me amava. Fiquei toda mole, tremia dos pés a cabeça, queria ir ao banheiro, mas minhas pernas não aguentavam meu corpo. Consegui levantar, um mar de porra com um pouco de sangue escorriam pelas minhas coxas. Tomei um banho e voltei, queria mais.

Ficamos o dia todo na cama metendo gostoso. Mais tarde ele correu na farmácia, comprou um comprimido e me deu. A noite minha mãe veio me buscar. Foi para casa de pernas abertas de tanto levar vara.

Fiquei sendo a putinha do titio por muito tempo.

Espero que tenham gostado desse minha experiência, deixem seus comentários. Beijos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s