Virei puta na academia. Primeira vez com outro homem.

Meu nome é Marcos e vou relatar uma experiência única que tive na vida.

Tenho 37 anos, sou casado com uma mulher deliciosa e temos duas filhas.

Eu malho muito na academia perto de casa. Eles ficam até 23 h. Uma sexta dessas cheguei as 22:15, já não tinha mais ninguém, só o professor, um moreno novo e sarado.

Comecei a fazer minhas séries e estava errando, o professor veio por trás de mim e me corrigiu ficando quase colado na minha bunda. Senti uma sensação estranha, de tesão. Achei que fosse impressão.

Para conferir errei de novo, e mais uma vez ele quase me abraçou por trás, me arrepiei todo.  Será que estava virando gay? Bobagem, sou casado, tenho uma amante, pego umas avulsas.

Acabei minhas séries e fui tomar banho. O professor também foi. Nós dois nus, fiquei olhando para ele, tinha um pau enorme e estava meio duro.

Não consegui a tirar os olhos, ele reparou, veio em minha direção.  Sem falar nada ele se agachou e começou a me chupar, eu não tive reação, segurava a cabeça dele.

Ele se levantou e me forçou para baixo, me agachado, colocou o pau na minha boca que mamei pela primeira vez na minha vida uma pica. No início meio sem jeito, mas, em pouco tempo chupava feito uma puta, levando o cacete todo na boca e depois tirando e mamando a cabeça. Logo, levei um jorro de esporra quente na boca, levei um susto, ele segurou minha cabeça e acabei engolindo toda porra dele.

Ele segurou meu pau e me levou para um colchonete, onde ficou de quatro e eu penetrei o rabo dele, socava dentro e punhetava ele que ficou de pau duro de novo.

Era uma delícia aquilo tudo, imaginava que teria ele dentro de mim depois.

Gozei maravilhosamente dentro daquele macho musculoso. Ele se virou, me beijou muito na boca, me colocou de quatro e começou a enfiar a rola gigante no meu cuzinho virgem. Era um misto de tesão e dor, mas, queria receber meu macho todo dentro de mim, queria ser puta por uma noite.

A cabeça forçava a entrada, doía, ardia eu pensava em desistir, mas estava dominado pelo macho.  Começou a entrar, dava para sentir o cabeção me arrombado, já estava no meio, as veias dele inchavam e eu sentia ele latejar dentro de mim. Queria tudo dentro, rebolei como uma vadia, levei aquele tronco todo para dentro. Mandava ele socar com força, me chamar de puta.

Ele socava forte, me puxava pelos cabelos e dizia que eu era a puta dele.

Me punhetava enquanto me comia, gozei na mão do meu macho e em seguida levei um jorro enorme de leite quente no rabo, ele me alagou com sua porra escaldante.

Brincamos mais um pouco, tomamos um banho e fomos embora.

Cheguei em casa e fodi minha mulher deliciosa pensando naquele macho gostoso que transformou em puta.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s