O médico me comendo, e meu marido na sala de espera.

Olá pessoal, essa história aconteceu realmente.

Meu nome é Solange, tenho 46 anos, 1,65 m, seios grandes, cabelo comprido, coxas grossas, um pneuzinho na barriga. Sou casada, meu marido tem 56 anos.

Precisei fazer uma mamografia com contraste, um exame mais demorado que o normal. Meu marido me acompanhou e com autorização do médico, entrou na sala de exame comigo.

Era somente eu, o médico e meu marido. Eu estava com uma blusa larga e comprida e uma calça de malha bem apertada. Tirei a blusa e o sutiã e deitei na mesa de exame. Como minha calça era bem apertada, minha bocetona ficou bem marcada na calça, eu deitada de barriga para cima fiquei bem exposta.

O médico deu todas as explicações do procedimento e começou o exame. Primeiro sem contraste. Passou gel nos meus seios com as mãos, sem luva, espalhando bem, quase me acariciando. Apoiou o braço em minha barriga e começou a passar o aparelho em mim.

Quando ele ajeitou o braço, apoiou o cotovelo bem em cima da minha boceta, dava para sentir o cotovelo bem na racha da minha boceta, e ele fazia pressão em cima e no movimento do aparelho se esfregava em mim.

Comecei a ficar com muito tesão, me senti molhada, e nervosa, pois meu marido estava ali, vendo tudo.

O médico parecia não se importar ou estar sem maldade, a pressão na minha boceta era cada vez mais forte. Eu me tremia.

De repente, meu marido se levantou e disse que sairia para fazer um telefonema e me esperaria lá fora. Acho que ele queria que o médico me comesse.

Quando ele saiu não consegui mais me controlar, o médico alisando meus melões e esfregando minha boceta já inchada, soltei um gemido. O médico perguntou se eu estava nervosa, eu ri. Ela mandou eu ficar calma e passou a mão bem devagar na minha boceta por cima da calça. Levei a mão até o pau dele que estava duro. Ela enfiou a mão dentro da minha calça e sentiu minha boceta depilada, molhada e se abrindo.

Ele abaixou minha roupa e me chupou, eu gozava feito louca. Meu marido ali fora. O médico subiu na mesa e começou a me foder, socava devagar e foi aumentando o ritmo.  Eu gemendo, ele socando, gozamos muito, fique cheia de porra. Ele me deu papel toalha para me limpar.

Continuou o exame, eu tremendo. Quando ele terminou, eu queria mais, aquela situação era excitante demais. Peguei no pau dele, coloquei para fora e fiz um boquete louco. Ele me colocou de bruços na mesa, pegou gel e passou no pau e no meu rabo, enfiando de uma vez em mim. Queria gritar, mas ia ser o fim. Ele socava no meu cuzinho com vontade, a mão dele no meu grelo me enlouquecia. O barulho dele socando em mim estava alto, nem sei se alguém ouviu. Depois de mais uma jorrada de porra quente dentro de mim, me limpei com papel toalha, me vesti e sai.

Do lado de fora, meu marido me olhava sem falar nada com um ar de sacanagem, acho que pela demora e pelo que viu antes de sair, ele sabia que eu tinha sido fodida pelo médico.

Nunca falamos sobre o assunto, mas acho que ele gostou de imaginar que tinha um outro homem me fodendo.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s